search 2013 adfgs
29/03/2014

Bagunça e não resolve

Do Correio Braziliense:

Ônibus deverão parar fora das paradas para mulheres após 22h

O governado do DF decretou que motoristas de coletivos desembarquem pessoas do sexo feminino em qualquer lugar do trajeto da linha

Após as 22h, os motoristas de ônibus, sempre que solicitados, deverão parar os coletivos, ainda que fora das paradas, para o desembarque de mulheres. Eles vão ter que parar o veículo em qualquer lugar onde seja possível, no trajeto da linha. O decreto está no Diário Oficial do Distrito Federal, desta sexta-feira (28/3), assinado pelo governador Agnelo Queiroz.

As empresas de transporte público deverão divulgar a novidade, disponibilizando, em local visível, nos coletivos, o novo regulamento, para que todas as usuárias possam saber dos novos direitos. A lei já está valendo a partir de hoje. O DFTrans vai notificar as empresas do Sistema de Transporte Público Coletivo para que obedeçam o estabelecido no decreto e as que não cumprirem poderão ser multadas.

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF) o objetivo da lei é aumentar a segurança das mulheres.

Comento:

Para “aumentar a segurança das mulheres”, em vez de cumprir com a obrigação de melhorar a iluminação das ruas e aumentar o policiamento, o governo Agnelo escolhe o caminho mais fácil: bagunçar o trânsito e desorganizar o sistema de transporte coletivo.

É bem a cara desse governo do PT.

 

Comentários

1 Comentário para “Bagunça e não resolve”

    Marcos Alexandre de Albuquerque
    14/04/2014 @ 17:23

    Brasileiro gosta de um atalho como pode isso?
    Deveria era colocar mais segurança nas ruas, iluminação adequada, justiça que julga e prende de verdade quem assalta, mata, estupra etc…
    Os gringos que aqui estiverem para a Copa finalmente vão conhecer na pele o famoso “jeitinho brasileiro” rs

Comente