search 2013 adfgs
02/10/2007

Arrudeando o Gerúndio

Diz a anedota que na Rússia, antes de aprender a dizer “papai” e “mamãe”, os bebês aprendem a falar “não”, “não sei” e “não posso”. Por isso o prefeito da cidade russa de Megion, Alexander Kuzmin, assinou um decreto proibindo os servidores públicos de usarem estas e mais outras 25 expressões do gênero. O objetivo é tornar sua administração mais eficiente. Quem desobedecer a determinação corre risco de demissão.

Pois parece que o prefeito Kuzmin já tem seguidores por aqui. O governador do DF, José Roberto Arruda, publicou decreto no Diário Oficial em que “demite” o Gerúndio (tempo verbal que indica uma ação em curso), uma praga bem brasileira que faz a felicidade das atendentes de telemarketing e de quem gosta de enrolação. A partir de agora, o membro de sua equipe que usar desculpas esfarrapadas do tipo “estamos fazendo” ou “estaremos aprontando”, vai estar ficando encrencado.

Vamos estar acompanhando para ver se a coisa vai estar produzindo algum resultado prático.

Comentários

3 Comentários para “Arrudeando o Gerúndio”

    Vagner chumbinho
    02/10/2007 @ 10:31

    fala sério!!! huahuahauua

    Lenira
    02/10/2007 @ 10:56

    Demitir o gerúndio é fácil, quero ve é ele demitir os incompetentes em carne e osso.

    macelo
    02/10/2007 @ 16:29

    no meu ver o Arruda,está tentando cumprir as leis e colocar todos à trabalhar na legalidade.

Comente