search 2013 adfgs
25/05/2009

As praças são nossas

Algumas semanas atrás li com tristeza em um site de Ceilândia uma mensagem de alunos e pofessores reclamando da situação de abandono nos arredores de uma escola pública da cidade e apelando por mais atenção por parte dos órgãos públicos.

Pensei cá com meus botões: ora, bolas, será que nessa escola não há aulas de educação ambiental? Ou será que elas até existem, mas ficam restritas à teoria? Porque, em vez de ficarem se lamuriando por e-mail, não colocam a mão na massa, fazem um mutirão de limpeza envolvendo toda a comunidade escolar e, só depois, chamam a Administração para fazer o que não tiverem condições de realizar sozinhos?

Lembrei do fato ao saber que a Administração Regional acaba de fazer um mutirão para revitalizar a praça da EQNM 07/09, com bons resultados.

Tanto esta iniciativa quanto a outra que resultou na Praça da União, na EQNM 21/23 são ainda modestas, mas indicam que finalmente o poder público começa a despertar para algo que há muito tempo defendo neste espaço: a necessidade de se dar maior atenção às nossas entrequadras.

Elas podem ser transformadas em dezenas de centros de socialização, a poucos metros de nossas casas. Se forem bem cuidadas, podem vir a ser nossos shopping centers, nossos centros desportivos, nossos parques e até mesmo as praias que nunca teremos. O resultado será melhor qualidade de vida, maior autoestima, laços comunitários mais fortes.

E uma vez criadas as condições para que as pessoas de bem (que são maioria) se apropriem desses espaços públicos, haverá também mais segurança.

Para pensar: a praça foi restaurada. Agora, quais as empresas da cidade que irão adotá-la para que seja mantida sempre em boas condições?

Comentários

Comente